Menu fechado

Uau! Então, isso é o que sua posição de dormir diz sobre a sua saúde!

Nem toda posição de dormir é boa para você!
Todo mundo dorme de maneira diferente; há diversas posições na cama para dormir. Algumas pessoas gostam de dormir de lado num colchão de água, outras preferem dormir de costas num colchão duro — mas todos fazemos isso. Gastamos cerca de um terço de nossas vidas dormindo, o que é muito!

Qual é a melhor posição para dormir?

Saúde
Dormir é muito importante para o seu corpo e mente; de certa forma, você está se recuperando. É por isso que a privação do sono pode ter consequências negativas; pode afetar sua memória, sua concentração, seu tempo de reação, sua determinação, suas emoções e seu bem-estar físico. Então, dormir é bom para você. Não apenas isso, sua posição de dormir também pode ter uma influência positiva ou negativa em seu corpo.

De barriga para cima
Podemos dividir os dorminhocos em cerca de três categorias: os que dormem de barriga para cima, os que dormem de lado e  de barriga para baixo (de bruços). Sua posição de dormir pode ser ótima ou muito ruim para certas partes do seu corpo. Você dorme de barriga para cima? Então você está com sorte, porque esta é a posição mais saudável para dormir! Dormir de barriga para cima é bom para a coluna. A única desvantagem é que piora o ronco.

De lado
Você dorme de lado? Você definitivamente não é o único, porque esta é a posição mais comum de dormir. Quando você dorme de lado, pode desenvolver dor nos braços e nas pernas, porque está constantemente deitado de lado. Dormir para o lado direito também é desvantajoso para a sua digestão e azia. Uma vantagem: dormir de lado melhora a circulação e diminui o ronco.

No seu estômago (de bruços)
Temos más notícias para as pessoas que dormem em seus estômagos. Esta posição é a mais insalubre. Você desenvolverá dores no pescoço, já que sua cabeça estará completamente virada e problemas nas costas. Deste modo diminui o ronco, então você tem essa vantagem.

Com informações do site, Conselhos e Truques.

Publicado em:Notícias

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *