Menu fechado

Queda de 8% no PIB da agropecuária no 3º trimestre é a maior desde 2012

O tombo na atividade agropecuária no terceiro trimestre puxou para baixo o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no período. O mau desempenho foi influenciado por perdas nas lavouras de café, algodão, milho e cana-de-açúcar, mas também pelo resultado do segmento pecuário, especialmente de criação de bovinos, segundo os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira, 2.

O PIB agropecuário encolheu 8,0% no terceiro trimestre ante o segundo trimestre deste ano. Foi o pior desempenho nessa base de comparação desde o primeiro trimestre de 2012, quando houve queda de 19,6% sobre os três últimos meses de 2011. Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, houve redução de 9%, sob impacto, sobretudo, da estiagem. Essa também foi a maior queda desde o primeiro trimestre de 2012. Naquele trimestre, houve um tombo de 11,2% sobre os três primeiros meses de 2011.

“A gente vê que várias lavouras importantes do Brasil estão todas com expectativa de queda no ano”, justificou Rebeca Palis, coordenadora de Contas nacionais do IBGE.

As consequências da seca reduziram os ganhos com a lavoura em 2021, com exceção da soja, plantada antes, colhida e exportada antes do terceiro trimestre deste ano, explicou Rebeca.

“Este ano, além de ter problemas climáticos adversos, nós ainda estamos com problema de bienalidade do café”, disse Rebeca. “A agropecuária ganhou bastante peso, está pesando quase 7% do PIB, exatamente porque foi favorecida em 2020. O peso é pequeno, mas uma queda de 8% no trimestre influência (o resultado geral do PIB)”, completou.

Publicado em:Notícias

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *