Menu fechado

BC registra resgate de R$ 900 mil esquecidos em bancos. Foram 8,5 mil pedidos de devolução de recursos

O Banco Central (BC) informou, nesta terça-feira, que apesar da instabilidade gerada pelo excesso de demanda, o Sistema Valores a Receber (SVR), integrado ao Registrato, teve grande aceitação, sendo feitas 8,5 mil solicitações de devolução de recursos. Esses pedidos somam R$ 900 mil. Além disso, segundo o BC, 79 mil pessoas realizaram consultas na ferramenta.

“O Sistema Valores a Receber (SVR) teve grande aceitação entre os cidadãos, gerando demanda muito superior à esperada. A despeito da instabilidade que essa demanda gerou no site, 79 mil cidadãos conseguiram consultar o SVR e 8,5 mil solicitações de devolução foram formalizadas, somando cerca de R$ 900 mil, os quais serão transferidos via Pix em até 12 dias úteis”, disse a autoridade monetária em nota.

“Essas demandas representam um pequeno primeiro passo frente ao potencial de R$ 3,9 bilhões e 28 milhões de CPF e CNPJ nessa primeira fase. O BC está trabalhando para retomar o SVR o mais rapidamente possível para que esse valor possa ser transferido para os cidadãos”, completou.

O site do BC saiu do ar nesta manhã, um dia depois do lançamento da ferramenta. Segundo o BC, o excesso de demanda derrubou o portal e até o fim da tarde permanecia instável. Para resolver o problema, a autoridade monetária suspendeu temporariamente o SVRque mostra se o cliente bancário tem recursos esquecidos em contas fechadas ou restituição de cobranças indevidas, por exemplo.

Há ainda cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito, além de recursos não procurados de grupos de consórcio encerrados. Por meio do SVR, caso haja dinheiro a ser devolvido, o consumidor pode solicitar o pagamento.

Publicado em:Notícias

1 Comentário

  1. Suivre Téléphone

    Les raisons les plus courantes de l’infidélité entre couples sont l’infidélité et le manque de confiance. À une époque sans téléphones portables ni Internet, les problèmes de méfiance et de déloyauté étaient moins problématiques qu’ils ne le sont aujourd’hui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *